Feira de Santana: Após crise cardíaca e infecção, mulher espera há 30 dias por regulação

A dona de casa Joscelina Ferreira Santos vem enfrentando dificuldades para conseguir uma regulação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA). Ela está internada há 30 dias devido a uma crise de hipertensão, e contraiu uma infecção pulmonar. A filha dela, a agente comunitária de saúde Naraiane Ferreira, informou que a mãe teve um edema agudo no pulmão e está entubada. “Ela foi atendida na UPA e desde então nós estamos tentando uma regulação para que ela seja transferida para o Clériston Andrade e todos os dias a UPA envia o pedido de regulação, mas infelizmente tem sido negada, porque ela está necessitando de uma vaga na sala vermelha, pois a situação dela é grave. Isso acabou gerando uma infecção pulmonar e aqui na UPA é um atendimento básico. A pessoa é atendida, medicada e ser regulada para o hospital. Mas a UPA tem servido de hospital, sem suporte para isso, e estão fazendo o possível, mas não é o que ela está necessitando”, afirmou Naraiane Ferreira.

A filha da dona de casa disse ainda que a mãe está precisando ser desentubada, mas o procedimento só pode ser feito no Clériston. “Ela está entubada e a unidade não tem estrutura para desentubá-la, pois correria o risco de ela falecer. Ela também precisa de especialistas para acompanhar o caso dela, como pneomologista, fisioterapeuta, que na UPA não tem. É um descaso muito grande, já procuramos a direção do Clériston várias vezes e já procuramos até políticos e o Ministério Público”, informou. “A minha mãe é uma dona de casa que paga os seus impostos, cria três netas porque minha irmã faleceu há seis anos, e, no entanto, estamos vivendo essa correria, de um lado para outro, e as portas sempre fechadas”, desabafou a agente comunitária de saúde. O Hospital Geral Clériston Andrade informou que a paciente precisa de uma vaga em UTI e ainda não foi transferida porque a unidade tem permanecido lotada durante esse tempo, sobretudo devido ao grande número de acidentes em Feira e região. A direção do hospital afirmou também que continua aguardando a liberação de uma vaga para transferência da paciente. (Acorda Cidade)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*