Justiça condena Neymar a indenizar médico por parto do filho

Neymar e a ex-namorada Carolina Dantas foram condenados em 2ª instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização ao médico Herbert Kramer e as assistentes dele, por conta do parto do filho do craque, Davi Lucca, nascido em 2011. De acordo com o UOL, o valor da indenização será definido após um cálculo pericial. Entretanto, a defesa do médico abriu o processo cobrando R$ 51 mil do craque. Além disso, a Justiça já ordenou que a assistente de obstetrícia e a auxiliar de parto recebem do atleta R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente. A condenação a Neymar se estende ao pagamento de parte dos honorários do processo. O craque do Paris Saint-Germain pode recorrer.

O parto de Davi Lucca aconteceu na cidade de São Paulo. Mas no processo consta que o plano de saúde cobria apenas as cidades da Baixada Santista, onde vivia Neymar, então revelação do Santos. Já o Tribunal concluiu que o jogador e Carolina tinham conhecimento que o parto não estava previsto no plano médico.

Herbert Kramer cobrou, ná época, R$ 45 mil. A família do jogador, no entanto, entendeu que o valor estava acima da média do mercado, acreditando que o médico pediu o valor por conta da fama de Neymar.

"Os réus tinham conhecimento da necessidade de arcar com os honorários do autor , já que o procedimento médico se daria fora da rede conveniada, sem contar que o corréu Neymar se comprometeu a arcar com os custos referentes ao nascimento de seu filho. A isso acresça-se que o ajuste foi entabulado de forma livre e espontânea, inclusive com a escolha, por parte dos próprios demandados, de hospital fora da rede conveniada (São Luiz da Comarca de São Paulo), devendo os réus, como corolário, arcar com encargos oriundos do procedimento", diz o processo, do relator Renato Sartorelli.

A assessoria de imprensa de Neymar ainda não se manifestou sobre o caso.

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*