Marido matou mulher grávida por ciúmes, após encontrar mensagens no WhatsApp, diz polícia

O marido de Daiane Reis Mota, a jovem grávida encontrada morta no domingo (17), confessou que cometeu o crime por ciúmes depois de ter encontrado mensagens no aplicativo WhatsApp do celular da vítima, de acordo com a Polícia Civil. O conteúdo das mensagens não foi informado. Adilson Prado Lima Júnior foi preso no fim da tarde de domingo. Segundo a polícia, Daiane estava com oito meses de gestação e o parto estava marcado para esta segunda-feira (18). O bebê que ela esperava não sobreviveu. Ainda de acordo com a polícia, Adilson matou a mulher com um tiro na nuca, na tarde de sábado (16), depois de ter chamado Daiane para comprar um terreno. Inicialmente, ele denunciou à polícia que ela estava desaparecida, mas depois acabou confessando o crime. “Ele diz que levou ela para lá, dizendo ia comprar um terreno, e ela foi andando na frente dele. Ele atirou nela e depois quis se matar, mas não conseguiu”, diz o delegado Hildebrando Silva, coordenador de polícia da região em exercício. Ele foi indiciado pelo crime de feminicídio e deve ser levado ao presídio de Serrinha.

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*