é uma pena os homens confundirem as coisas. Por causa da mãe, desconta nos filhos, q não tem nada a ver. Só quem perde são eles, pois amanha, o filho não entenderá isso como desculpa. Passe por cima de tudo e curta, ame viva seus filhos.


Dois homens morreram em confronto com policiais militares, na noite da quinta-feira (22), na cidade de Serrinha, a cerca de 173 quilômetros de Salvador. De acordo com a Polícia Militar, a dupla é suspeita de assaltar uma joalheria, no centro do município, horas antes da troca de tiros, durante a manhã de quinta. O roubo foi registrado por uma câmera de segurança do estabelecimento. Nas imagens, é possível ver quando os homens armados entram na loja e rendem um funcionário e o dono. Os suspeitos obrigam os dois a encherem duas mochilas com os produtos e, em seguida, fogem. Conforme a PM, após deixar a joalheria, os suspeitos foram surpreendidos por um policial militar à paisana, que tentou impedir a fuga. Os criminosos atiraram contra o oficial, no entanto, ninguém ficou ferido e os homens conseguiram sair do local em uma motocicleta.Segundo a PM, os suspeitos foram localizados por volta das 20h30, no bairro Vila de Fátima. Eles estavam em uma casa, com outro suspeito, uma jovem de 21 anos e uma adolescente de 17. No momento da abordagem, os homens reagiram e acabaram baleados. A dupla chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Serrinha, mas não resistiu aos ferimentos. Os corpos dos suspeitos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Serrinha. Conforme a PM, durante a ação, o terceiro suspeito conseguiu fugir. Já a adolescente e a mulher foram encaminhadas para a Delegacia de Serrinha. De acordo com a PM, com os suspeitos mortos foram encontrados um revólver calibre 32, com númeração raspada, um revólver calibre 38, a motocicleta usada no assalto e dois celulares. No imóvel onde o grupo estava, foi encontrado os produtos roubados da joalheria: 86 correntes e pulseiras, 25 anéis e 5 relógios. (G1)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*