Saiba 4 alimentos que ajudam a acabar com o estresse

A relação entre a alimentação e o estresse é complexa e nem sempre é fácil de controlar. Aquilo que as pessoas comem pode influenciar (de forma positiva ou negativa) os níveis de estresse, mas o próprio estresse pode ser também um dos principais desencadeadores das escolhas alimentares. Tudo depende do organismo de cada um e da forma como o cortisol (hormônio do estresse) atua, sendo o mais habitual o estado do espírito estar diretamente relacionado com o ganho de peso. Recentes estudos têm apontado o estresse como uma das principais causas da obesidade, uma vez que o cortisol tem-se revelado mais eficaz junto da grelina, conhecida como hormônio da fome por não facultar a capacidade de saciedade.Para evitar o impacto nocivo do estresse, especialmente no ganho de peso, mas também para evitar ao máximo estar estressado, nada como apostar na alimentação, em particular nos alimentos no seu estado natural e isentos de algum tipo de processamento. De acordo com o site Mind Body Green, um dos alimentos mais eficazes contra o nervosismo é a couve-flor, pois é rico em vitamina C e, por isso, eficaz na hora de limpar o organismo e reforçar o sistema imunológico. Este reforço acontece nas glândulas supra-renais, onde se encontram os hormônios que estão ligados ao estresse, como o cortisol e a adrenalina.

Também o espinafre é uma excelente opção. Para além da vitamina C, possui ainda vitaminas do complexo B e outros minerais capazes de regular o sistema hormonal. Muito comum na alimentação vegetariana (devido ao alto teor proteico), o trigo sarraceno também se enquadra no leque de alimentos que ‘espantam’ o estresse. tanto pela isenção de glúten (o que faz com que não provoque qualquer tipo de desconforto ou ‘estresse’ no sistema digestivo) quanto pelo vasto leque de minerais, como é o caso do magnésio, capaz de se aliar a várias enzimas ‘amigas’. Os aminoácidos presentes neste cereal fazem com que o sistema nervoso funcione plenamente.

E por falar em aminoácidos, a publicação dá ainda destaque ao salmão, um peixe gordo rico em ácidos graxos ômega 3, gorduras saudáveis e vários nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo e do sistema nervoso. O consumo de salmão está associado a menores sintomas de depressão, ansiedade e a menores mudanças de humor, três fatores que são influenciados e também influenciam os níveis de estresse. 

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*