O que engorda não é o que come, mas quanto come… Será?

Alimentação, dietas e ‘truques’ para emagrecer são temas sobre os quais diariamente surgem novas teorias. A não ser que precise perder muito peso em pouco tempo por questões de saúde, nada como optar por uma alimentação saudável, sem grandes restrições - daquelas que nos fazem desistir facilmente e cair em tentações desnecessárias e que ocupam a nossa mente como resposta a todas as proibições que certas dietas impõem. Segundo um estudo divulgado pelo "New York Times" na semana passada, “pessoas que cortam no açúcar, alimentos refinados e comida processada, e se focam em alimentos verdadeiros como vegetais e produtos naturais – sem se preocupar em contar calorias ou limitar porções – perdem peso de forma considerável ao longo do ano”.Optar por vegetais e alimentos naturais em vez de comida processada e com açúcar não parece ser nada de novo. Contudo, a parte mais interessante do estudo prende-se com o fato de os investigadores não terem notado diferença entre quem procurava alimentos mais baixos em gordura e hidratos de carbono, e os que não o faziam. O foco está apenas na exclusão de açúcar e alimentos processados. Os dados revelados basearam-se no estudo de caso de 600 indivíduos que já haviam tentado perder peso e que foram convidados a comer as quantidades que quisessem e sempre que tivessem fome, desde que se baseassem numa alimentação natural e rica em vegetais. A principal vantagem que se conclui deste estudo prende-se com o fato de se provar ser possível perder peso sem grande esforço e com apenas algumas restrições. Algo a ter em conta por quem não é adepto de dietas.

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*