General iraniano diz que tropas estão “aguardando ordens” para destruir Israel

Em um discurso inflamado, o vice-comandante do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, afirmou que “o exército islâmico na Síria” nas Colinas de Golã está só aguardando a ordem para erradicar “o regime maligno” de Israel. O general de brigada Hossein Salami insiste que o grupo terrorista libanês Hezbollah, financiado por Teerã, mantém 100.000 mísseis apontados para Israel. “Estamos aumentando nosso poder de fogo no Líbano porque planejamos lutar contra nosso inimigo a partir dali, com toda nossa força”, ameaçou Salami. Ele acredita que Israel não teria condições de se defender de um ataque em massa. Recentemente ele havia feito ameaças similares, declarando que o perigo que Israel está prestes a enfrentar é maior do que em qualquer outro momento de sua história. “Há um exército islâmico internacional formado na Síria, e as vozes dos muçulmanos são ouvidas perto de Golã… Iremos acabar de vez com a existência desse regime sionista maligno.” Ainda segundo o general Salami, “Israel representa uma ameaça para todo mundo islâmico. Esta é a filosofia por trás do estabelecimento desse regime [sionista]”.

As tensões entre os governos de Israel e do Irã aumentaram recentemente, com denúncias que os aiatolás estão recebendo apoio de Bashar Al Assad para aumentar sua presença militar na Síria, especialmente no sul. As colinas de Golã estão divididas desde o final da Guerra de 1967, com os israelenses tendo o controle de sua maior parte. Em várias ocasiões, as Força de Defesa de Israel entraram em território sírio para bombardear instalações militares iranianas. Com informações Times of Israelvia Gospel Prime

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*