Primeira casa para estudantes quilombolas do país é inaugurada em Salvador

A Casa do Estudante Quilombola – Ilha de Maré, foi inaugurada pela prefeitura ontem no bairro do Matatu de Brotas. Projeto pioneiro no Brasil, a residência tem capacidade para abrigar 30 estudantes universitários quilombolas que residem em Ilha de Maré – uma das três pertencentes ao município – e que cursam o ensino superior na capital. A escolha pela Ilha de Maré ocorreu devido ao número de comunidades quilombolas na região, explicou a secretária Ivete Sacramento. Das cinco existentes em Salvador, quatro estão na localidade: Botelho, Passa Cavalo, Bananeiras e Santana. A quinta comunidade é a de Praia Grande, em São Tomé de Paripe. Fruto do Programa de Ações Afirmativas para a Comunidade Quilombola em Salvador, o imóvel possui sala de estudo, área de lazer, sete quartos, cinco banheiros e duas copas, além de estar localizado próximo a pontos de ônibus e estação do metrô. De acordo com o prefeito, foram investidos cerca de R$ 200 mil para a implantação da moradia. "Vamos poder acolher e abrigar esses jovens ao longo de todo o percurso deles no ensino superior, ofertando a eles um lugar para morar e se alimentar com segurança e qualidade. Assim, é reparada uma dívida histórica com a comunidade, que sempre sonhou com essa estrutura”, disse ACM Neto durante a cerimônia de entrega. (M1)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*