Atitudes simples para criar filhos honestos

O melhor que podemos fazer pelo mundo é educar nossos filhos para que sejam boas pessoas e façam a diferença. A primeira qualidade de um bom coração é a honestidade. Essa qualidade é tão importante que Rick Weissbourd, co-diretor de Making Caring Common e professor assistente da Harvard Graduate School of Education estudou incansavelmente, junto a sua equipe, a forma mais eficaz de desenvolver esta característica nos pequenos. Ele enumerou 3 sugestões inteligentes para aplicar na educação dos filhos. Antes de explicar as dicas o especialista alerta que é muito importante os pais “não surtarem” quando os filhos disserem algo desonesto. As crianças estão aprendendo e também são humanas, tem o total direito de cometer erros.

1. Incentive a honestidade
Com certeza não é uma surpresa que, para educar alguém honesto, incentivar a honestidade é o primeiro passo. Mas existe uma lição importante e menos óbvia nesta dica: Os pais também precisam ser honestos com os filhos explicando que, às vezes, mentir por uma boa razão ou não dizer toda a verdade pode ser necessário. Rick explicou que, primeiro, os pais devem conversar com o filho(a) sobre a importância de dizer a verdade e como ser sincero é bom para a sociedade e para si mesmo: se a criança quer que seus amigos e familiares confiem e acreditem nela, é preciso ser honesta todo o tempo, mesmo quando é difícil. Os pais também devem prometer ser honestos com o filho e construir uma relação de confiança. Dar um exemplo pessoal é uma forma eficaz de fazer os filhos entenderem como mentir é ruim: conte aos pequenos uma ocasião constrangedora aonde você foi pego mentindo ou as consequências difíceis de alguma mentira que você contou. Seu filho deve saber que, mesmo cometendo um erro, ele deve chegar até você com a verdade, em vez de tentar encobrir suas ações mentindo. Os pais também precisam ser verdadeiros ao ensinar mostrando que, às vezes, uma mentirinha branca é necessária. Principalmente quando os sentimentos de alguém ou a própria segurança entram em jogo: Se um estranho pede informações pessoais ao seu filho, se ganhar um presente que ele não goste, se alguém está contando uma história que ele ache chata, se ele sabe a verdade sobre o Papai Noel mas seus amigos ou irmãos não…São bons exemplos onde a mentira é necessária.

2. Seja um bom exemplo
Já diz a sabedoria popular: nada fala mais alto que o exemplo. Ou seja, nada do que você disser vai ser mais impactante na cabeça de uma criança do que o comportamento que ela vê em suas ações. E as preciosas lições aprendidas quando muito jovens, são as mais poderosas na mente. “Nós não podemos dizer aos nossos filhos para serem honestos e, em seguida, enfraquecer isso, fazendo o que muitos de nós fazemos, contando mentiras ou exagerando a verdade para eles”, diz Rick. Fique atento para não aplicar a famosa “moral de cuecas”, tenha auto crítica para perceber se você está ou não totalmente de acordo com o comportamento que você está exigindo de suas crianças.Por exemplo: Se você mente a idade de seus filhos no cinema para pagar menos, essa atitude será mais poderosa do que qualquer explicação. Com certeza vale mais a pena pagar o valor do ingresso corretamente e criar um valioso exemplo de honestidade que as crianças jamais esquecerão.

3. Louve a honestidade
Você explicou o valor da verdade a seus filhos e está transmitindo um exemplo poderoso de sinceridade? Então, lembre de elogiar as crianças por serem sinceras, principalmente quando você sabe que pode ter sido difícil para elas. “Às vezes, ser honesto é realmente difícil para eles – é preciso muita coragem. E precisamos valorizar essa coragem.” Cada vez que você elogia seu filho está dando um retorno positivo e uma reputação para ele. E é natural que a criança se sinta bem com este reconhecimento e se esforce para manter o status de honesto. Nunca esqueça que os pequenos possuem o ardente desejo se ser motivo de orgulho para seus pais. (Refletir para refletir)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*