Novo presidente do STF diz que 'dificilmente' prisão de Lula será revista

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, disse que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "dificilmente" será derrubada em julgamento no plenário na Corte. Um recurso apresentado pela defesa do petista tenta reverter a decisão do próprio STF, que negou, por 6 votos a 5, um pedido que pretendia evitar a prisão, decretada após a condenação do petista em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. O caso em questão avalia a conduta de Lula no caso do tríplex do Guarujá-SP. "O fato é que nesse caso já houve no plenário virtual seis votos [foram sete] a favor da situação anterior e um divergente. Na minha opinião, eu penso, que como se trata de um recurso limitado, que são os embargos de declaração, e o tema foi extremamente debatido, muito dificilmente vai haver qualquer mudança", afirmou o ministro, durante entrevista à imprensa após tomar posse como presidente do STF. Ainda segundo Toffoli, o caso não será pautado em setembro. (M1)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*