Itamaraty diz que Cuba e Venezuela foram convidados para a posse de Bolsonaro

O Ministério das Relações Exteriores informou, hoje (17), que convidou e desconvidou os chefes de Estado e de governo de Cuba e da Venezuela para a posse de Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro. A recomendação, segundo a pasta, partiu da equipe do presidente eleito. A manifestação do Itamaraty vem após o futuro chanceler, Ernesto Araújo, dizer no Twitter que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, não foi convidado para a posse. Pouco tempo após a declaração de Araújo, o ministro das Relações Exteriores venezuelano, Jorge Arreaza, informou que o presidente do país vizinho recebeu um convite para a solenidade.De acordo com a GloboNews, o Itamaraty registrou que recebeu da equipe do presidente eleito “a recomendação de que todos os chefes de Estado e de governo dos países com os quais mantemos relações diplomáticas deveriam ser convidados” para a posse. A decisão de retirar o convite a Cuba e Venezuela foi tomada em um segundo momento, também por "recomendação" do novo governo. A medida "exigiu uma nova comunicação a esses dois governos", segundo o Itamaraty. (Metro1)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*