Matrículas por cotas nas universidades mais que triplicam em sete anos, conclui IBGE


Dados da Síntese dos Indicadores Sociais 2018, divulgada hoje (5) pelo IBGE, apontam que a quantidade de matrículas por cotas em universidades públicas do Brasil mais que triplicou de 2009 a 2016. Em números percentuais, houve um aumento de 1,5% para 5,2%. No mesmo período, as matrículas em universidades privadas com o Programa Universidade para Todos (ProUni) cresceram de 5,7% para 7,3%. Nos cursos de nível superior presencial em instituições públicas, as matrículas cresceram de 809 mil para 1,2 milhão. No mesmo período, os números foram maiores nas instituições privadas. As matrículas nesses cursos cresceram de 2,8 milhões para 3,9 milhões. Por outro lado, a taxa de ingresso no ensino superior dos alunos que cursaram os anos anteriores em escola privada é mais que o dobro dos que estudaram na rede pública: 79,2% contra 35,9%. O trabalho realizado pelo IBGE teve como base para a construção dos indicadores a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), entre os anos de 2012 e 2017. (Metro 1)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*