Trechos do diário do atirador da Catedral de Campinas citam 'massacre' e 'fazer algo grande'

Trechos do diário de Euler Fernando Grandolpho, que atirou em fiéis em uma igreja em Campinas, no interior de São Paulo, foram divulgados nesta sexta-feira (14). Nas páginas, o atirador fala em "massacre" e a vontade de "fazer algo grande". "Infelismente elas só param com ajuda profissional (o estado negou, minha família negou) ou com um massacre", dizia um dos trechos do diário. Os delegados responsáveis pela investigação do caso identificaram que o homem preparava um arsenal. Foram apreendidas munições e quatro carregadores sem uso durante uma nova vistoria realizada pela Polícia Civil. "Tenho que fazer algo "grande" p/q isso provoque a necessidade do "estado" fazer uma investigação rigorosa do q. aconteceu e quem são os verdadeiros culpados", escreveu Euler em outra página. De acordo com os delegados José Henrique Ventura e Hamilton Caviola, os novos trechos do diário divulgados foram escritos pelo atirador em 2017. Conforme o G1, a Polícia Civil destacou que em um dos momentos ele menciona a sigla PUBG, um jogo de tiro. (BN)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*