Político defensor do movimento antivacinas é internado com catapora

Um dos maiores defensores do movimento antivacina na Itália, o político Massimiliano Fedriga foi internado, na última semana, após contrair catapora. A notícia foi divulgada pelo próprio político, por meio do Twitter.

Fedriga é membro do partido de direita Liga Norte e, em 2017, foi contra um decreto no país que estabelecia a vacinação compulsória de todas as crianças matriculadas em escolas. A lei determina imunização contra 12 doenças, além de punir com multa os pais que não cumpram com a norma e proibir crianças não imunizadas de frequentarem escolas e jardins de infância.

O político defende que os pais não devem ser coagidos a vacinar seus filhos e chegou a chamar seus opositores de “Stalinistas” devido à política de imunização. No entanto, após contrair catapora, ele declarou não ser a favor do movimento antivacina.

“Eu sempre disse que sou a favor das vacinas, mas para alcançar os resultados é preciso trabalhar em aliança com as famílias, não por imposição (…) Até disseram que eu teria pego catapora dos meus filhos, sem saber que eles são vacinados, como já declarei em entrevistas”, afirmou. (Bahia Notícias)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*