Entenda como o uso de smartphones pode contribuir para o ganho de peso

O uso excessivo de smartphones e outros dispositivos eletrônicos há muito tempo que é associado a inúmeros problemas de saúde física e mental. Agora, um novo estudo acrescenta mais um item à lista negra: obesidade.

De acordo com os investigadores da Universidade Simón Bolívar, na Colômbia, indivíduos jovens que passam cinco ou mais horas diárias utilizando o smartphone estão 43% mais propensos a se tornarem obesos. O risco é ainda maior para as mulheres: elas apresentam o dobro do risco de ficar com excesso de peso, comparativamente aos homens. 

Os dados revelaram que 25% das pessoas acima do peso e 5% das obesas costumam utilizar o telemóvel por muito tempo. A pesquisa ainda sugere que indivíduos que usam o aparelho de forma excessiva estão duas vezes mais propensos a ingerir bebidas açucaradas, como refrigerantes, fast-food e doces. Além disso, apresentam menor propensão a se exercitarem. Esses comportamentos estão relacionados ao desenvolvimento de obesidade.

“Passar muitas horas à frente de um smartphone facilita o comportamento sedentário, reduz o tempo de atividade física, o que aumenta o risco de morte prematura, diabetes, doenças cardíacas, diferentes tipos de câncer, desconforto osteoarticular e sintomas musculoesqueléticos”, explicou Mirary Mantilla-Morrón, principal autor do estudo, ao jornal britânico Daily Mail. 

Para chegar a esta conclusão, a equipe da Universidade Simón Bolívar, na Colômbia, monitorou o uso diário do smartphone de mil estudantes universitários (homens e mulheres) entre junho e dezembro de 2018. Os resultados da pesquisa foram apresentados na Conferência Latino Americana da Sociedade Americana de Cardiologia, que acontece esta semana em Cartagena, na Colômbia.

Celular e obesidade

Um estudo anterior da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, já havia descoberto que adolescentes que passam mais de cinco horas por dia usando dispositivos eletrônicos apresentam um risco 40% maior de serem obesos, além de estarem duas vezes mais propensos a ingerir bebidas açucaradas diariamente. Outro estudo, da Universidade Rice, nos Estados Unidos, revelou que realizar diversas atividades no celular ao mesmo tempo (multitarefa) reduz o autocontrole em relação ao consumo de fast-food. 

“Os resultados do novo estudo permitem-nos destacar uma das principais causas de obesidade, que é um fator de risco para doenças cardiovasculares”, disse Mantilla-Morrón. (Notícias ao Minuto)

Procurar Notícias

©Site fundado em 15/01/2013 - Por: *Valter Egí - Todos os direitos reservados à Feira News*